Muitas vezes nos perguntamos do que tanto somos capazes de realizar, conquistar ou aprender. Em muitas delas, acabamos nos limitando e nos privando sem nem ao menos tentar, sendo que temos a habilidade de nos desafiar e evoluir constantemente adquirindo sempre novos conhecimentos. Tudo que precisamos é de uma boa dose de motivação e empenho, para que assim alcancemos nossos objetivos, sejam profissionais ou mesmo pessoais.

Aprender um novo idioma, por exemplo, é algo extraordinário e realizador, já que com isso a pessoa passa a se comunicar de uma forma totalmente diferente e mais abrangedora. Isto porque com o conhecimento de uma nova língua entende-se melhor a cultura e costumes de outros povos, além de se compreender a meneira com que outras pessoas pensam.

Para começar a estudar um novo idioma é necessário que haja interesse e motivo para se aprender tal língua. Muitas pessoas querem entender as músicas que ouvem sem precisarem recorrer a um tradutor, ou então assistir seus filmes e séries sem colocarem legendas. Já para aqueles que amam viajar, não há nada melhor do que a liberdade de ir à quase qualquer lugar do mundo e poder se comunicar muito bem usando um idioma estrangeiro como o inglês, por exemplo. E falando em viajar, também é possível conseguir aquele emprego tão sonhado em um outro país, graças ao idioma diferenciado que o candidato consegue falar.

A motivação para estudar uma língua pode ser vista como os objetivos que uma pessoa tem em utilizar aquele idioma em sua vida. Como pode ser visto, existem inúmeros motivos e eles variam de pessoa para pessoa, porém todos eles fazem com que o estudante se sinta realizado consigo mesmo por tê-los alcançado.

Após definir os motivos para para se aprender a língua extrangeira vem então a etapa do empenho e comprometimento do estudante. Não basta apenas querer aprender, tem que se imergir no idioma de tal forma que ele faça parte do seu dia-dia. Se uma pessoa estudar com dedicação diariamente, certamente ela conseguirá dominar a tão desejada língua. Entretanto, este processo pode ser curto para uns, e longo para outros, tudo depende do quanto o estudante se envolve com o idioma e se dedica à aprendê-lo.

Mesmo a caminhada talvez sendo longa, com certeza ela será compensadora e divertida, pois o progresso poderá ser observado à cada dia de estudo. Com o passar do tempo, o que parecia ser impossível vai se tornar algo do cotidiano, e atividades comuns como ler, ouvir, assistir ou falar serão feitas não somente na língua materna do estudante, mas também no novo idioma que ele decidiu aprender.

Compartilhe